14 junio, 2021

rtp.pt/gdesport

MANOLO DOS SANTOS.

Foi o mais solicitado matador de touros do mundo no ano de 1950. Amante da arte desde criança, criou a “dossantina”, um novo passo de muleta (espada). Do seu vasto currículo consta uma assistência de 100 mil espectadores em Jacarta, na Indonésia, e a actuação, no México, em três corridas no mesmo dia. Ganhou o prestigiado prémio mexicano “Rosa Guadalupana” e em Espanha foi condecorado cavaleiro da Ordem de Isabel, a Católica.